Nos quintais do Mundo (CD)

R$35,00

Tipo: CD, Encarte com 48 páginas

“Nos quintais do Mundo – My community is humanity” 2010
Desde 1999, um personagem que criei me acompanha: o DJ Tudo, um viajante curioso que cria sons dançantes mixando e recriando musicas tradicionais do Brasil e do mundo. Nos anos 90, comecei a me interessar pela cultura popular e a peregrinar pelo Brasil para ir ao seu encontro. Paralelamente, me interessei pela cena de música eletrônica que surgia no mundo e no Brasil. Apesar de aparentemente distantes, sempre vi possibilidades de comunicação entre esses universos.

Com essa perspectiva em 2008 lancei o primeiro CD deste projeto, “Garrafada”, resultado de meu envolvimento com a cultura tradicional brasileira e com a música contemporânea do mundo. Este segundo disco, por sua vez, é um trabalho de abertura de fronteiras. A principal fonte de inspiração continua sendo a relação com grupos e artistas da cultura tradicional brasileira, fruto de uma convivência de muitos anos e de uma longa série de registros. Coloquei essa música em contato com outros quintais, tendo o Maracatu Nação de Pernambuco, o Maracatu sergipano , Congo de Niquelândia-GO, Tribo de Índio Carnavalesca de Pernambuco a Embolada Alagoana, a ancestralidade Pankararu.

Em 2009, primeiramente, participei de uma residência artística do British Council para criação com músicos na Inglaterra e na Escócia. Uma vez na Europa, procurei também trabalhar com músicos de outros países como Marque Gilmore dos Estados Unidos, Stefane Goldman da França. Neste mesmo ano estive no Senegal e gravei com dois grandes artistas locais, Doug E Tee e Ameth Male. Assim sendo, antes e depois dessas viagens, trabalhei com vários músicos amigos e parceiros de diferentes lugares do Brasil, como Siba, Ligiana Costa , Gabriel Levy e muitos outros. Por fim, a contribuição de Mad Professor e Adrian Sherwood – que concebem o dub como uma música nunca terminada, sempre em expansão e aberta a novas interferências – trouxe unidade e um forte caráter jamaicano ao caldo musical do disco. A música que você vai ouvir é a reunião dessas pessoas tocando juntas em um grande quintal. Este é um disco de comunhão, de união afetiva e musical entre pessoas, países e culturas. Que ele possa gerar dança, diversão, reflexão, alegria, boas vibrações e luz! Desejo a todos uma excelente viagem!

 

Consulte o prazo estimado e valor da entrega

Não sei meu CEP

Descrição

“Nos quintais do Mundo – My community is humanity” 2010
Desde 1999, um personagem que criei me acompanha: o DJ Tudo, um viajante curioso que cria sons dançantes mixando e recriando musicas tradicionais do Brasil e do mundo. Nos anos 90, comecei a me interessar pela cultura popular e a peregrinar pelo Brasil para ir ao seu encontro. Paralelamente, me interessei pela cena de música eletrônica que surgia no mundo e no Brasil. Apesar de aparentemente distantes, sempre vi possibilidades de comunicação entre esses universos.

Com essa perspectiva em 2008 lancei o primeiro CD deste projeto, “Garrafada”, resultado de meu envolvimento com a cultura tradicional brasileira e com a música contemporânea do mundo. Este segundo disco, por sua vez, é um trabalho de abertura de fronteiras. A principal fonte de inspiração continua sendo a relação com grupos e artistas da cultura tradicional brasileira, fruto de uma convivência de muitos anos e de uma longa série de registros. Coloquei essa música em contato com outros quintais, tendo o Maracatu Nação de Pernambuco, o Maracatu sergipano , Congo de Niquelândia-GO, Tribo de Índio Carnavalesca de Pernambuco a Embolada Alagoana, a ancestralidade Pankararu.

Em 2009, primeiramente, participei de uma residência artística do British Council para criação com músicos na Inglaterra e na Escócia. Uma vez na Europa, procurei também trabalhar com músicos de outros países como Marque Gilmore dos Estados Unidos, Stefane Goldman da França. Neste mesmo ano estive no Senegal e gravei com dois grandes artistas locais, Doug E Tee e Ameth Male. Assim sendo, antes e depois dessas viagens, trabalhei com vários músicos amigos e parceiros de diferentes lugares do Brasil, como Siba, Ligiana Costa , Gabriel Levy e muitos outros. Por fim, a contribuição de Mad Professor e Adrian Sherwood – que concebem o dub como uma música nunca terminada, sempre em expansão e aberta a novas interferências – trouxe unidade e um forte caráter jamaicano ao caldo musical do disco. A música que você vai ouvir é a reunião dessas pessoas tocando juntas em um grande quintal. Este é um disco de comunhão, de união afetiva e musical entre pessoas, países e culturas. Que ele possa gerar dança, diversão, reflexão, alegria, boas vibrações e luz! Desejo a todos uma excelente viagem!

Informação adicional

Peso 0.3 kg
Dimensões 12 × 12 × 2.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Nos quintais do Mundo (CD)”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *